Entrevista a Tiago Pereira, Gestor de Mercados da AEP

by • • • Comments (0)

 

No âmbito do SENCON 2018, a Diplomatic Magazine esteve em Dakar, no Senegal, onde entrevistou o Tiago Pereira, Gestor de Mercados da AEP.

Como decidiram investir com uma delegação de 11 empresas na SENCON deste ano?
A AEP monta o seu plano através das conversas com os nossos clientes, para percebermos onde os planos de internacionalização estão apontados. E as empresas, dada essa disponibilidade, também fornecem essa informação à AEP.

E como é feita essa planificação para apresentar às empresas?
Por norma surgem a partir das reuniões que fazemos com as empresas. Recebemos indicações de onde as empresas pretendem investir e a partir daí, olhamos para o nosso planeamento e vemos de que forma poderemos ajudar, através de missões e presenças nestes certames. E é por isso que disponibilizamos as nossas instalações para recebermos clientes nas nossas instalações ou deslocarmo-nos até à sua sede de forma a conhecermos as suas instalações e fábricas e facilitar o apoio ao cliente.

E quais são as vantagens de recorrer à AEP para estas iniciativas?
Beneficia todo o grupo, já que conseguimos, dessa forma, comprar mais e melhores espaços nas feiras o que se traduz em mais áreas. Uma empresa individualmente seria posicionada numa área de menos destaque. Na SENCON é um bom exemplo de bola localização da área nacional onde somos a maior participação estrangeira e usufruímos de condições que não seriam possíveis para empresas que optassem por vir de forma individual. O objectivo é mostrar que juntos somos claramente mais forte.

E o que tem a AEP a oferecer às empresas?
A AEP presta um serviço às empresas que passa por organizar toda a logística, desde a construção de espaços na feira, montagem de stand, produção gráfica, voos, transfers, estadia, transporte de mercadorias… É todo um serviço que permite às empresas focarem-se apenas nos negócios, sem preocupações logísticas.

E como chegam à conclusão de quais os melhores mercados para cada empresa que vos procura?
A AEP através da análise de mercados, a AEP consegue indicar às empresas, sectores e determinados mercados que possam ser interessantes. Mostramos e chamamos a atenção para que as empresas estejam atentas a determinado mercado que possa vir a ser benéfico.

E qual a melhor mensagem que a AEP consegue passar com estas representações elevadas?
Assim mostramos que Portugal vende, que a indústria nacional tem preço, qualidade e flexibilidade. E no departamento de internacionalização, a AEP consegue facilitar a penetração desses mercados por parte das empresas.

E a África Oeste continua a ser interessante para o tecido empresarial nacional?
Na SENCON 2018, a AEP continua a considerar o Senegal e toda a região envolvente da África Oeste, um mercado com relevância para Portugal e em constante desenvolvimento. A AEP continua e vai continuar a apostar em missões que facilitem o estabelecimento do tecido empresarial nesta região.

E as empresas portuguesas mostram-se especialmente interessadas na África Oeste?
Sim, sim. Podemos constatar que o ano passado trouxemos uma comitiva de sete empresas e este ano são 11.

E o Senegal vai continuar a ser um país aconselhado pela AEP?
Mantendo-se estas condições, penso que sim, que é proveitoso para todos.

 

Pin It

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *