Entrevista Augusto Castro Lopes

by • • • Comments (0)

Augusto fale-nos um pouco sobre a Hit Consulting.
A Hit Consulting foi fundada em 2012, portanto estamos há cerca de 6 anos no mercado. Tínhamos a nossa sede no Chiado e em 2017 mudamos para a Avenida da Liberdade. O nosso core business é a imagem pessoal e a imagem empresarial. Concentramo-nos não apenas na Consultoria de Imagem e Personal Shopping, ou seja tratar da imagem exterior dos nossos clientes particulares ou empresas. Vamos mais longe nesse desafio e trabalhamos toda a parte de estacionário, ou seja, todo o conjunto de produtos que incluem a identidade gráfica de uma instituição,quer seja em suporte papel quer seja em formato digital. Trabalhamos igualmente a decoração, os odores e todas as vertentes que possam diferenciar estas empresas da concorrência e estarem de acordo com o seu público-alvo.

Para que target direciona os seus serviços?
Os nossos serviços são vocacionados maioritariamente para um público que mais do que moda quer vestir qualidade. Existem os clientes particulares que têm objetivos pessoais, profissionais, sociais e existem as empresas que pretendem apostar numa imagem mais cuidada dos seus colaboradores. A maioria dos meus clientes são homens, talvez pela identificação de género, e diria que 40% são empresários ou chefias de empresas nacionais. 40% serão estrangeiros que procuram referencias de moda em Portugal e cerca de 20% são senhoras.

O mercado de luxo está a crescer em Portugal na sua opinião?
O mercado de luxo esteve em alta, entretanto com a crise económica mundial houve alguns sectores económicos que sofreram quedas (e outras não) e agora estamos a ter uma franca recuperação em vários sectores desde o turismo ao imobiliário passando pela moda e lifestyle. Relembro-me que o mercado dos automóveis de luxo, por exemplo, não teve quebra de vendas em 2014 e 2015, pelo contrário, vendeu mais. Contudo o ano passado, 2017, chegou a crise ao mercado dos automóveis de luxo tendo uma queda de cerca de 30%. Enquanto que outros sectores da economia como o Turismo de Luxo, Imobiliário Premium e Griffes Internacionais de Moda estão neste momento de muito boa saúde. E a Consultoria de Imagem é um negócio em expansão!

O mundo dos negócios pode, portanto, aliar-se à consultoria de imagem para obter vantagens competitivas?
Sem dúvida que sim! Quando trabalhamos numa empresa e vestimos a “camisola” da mesma, temos como objetivo o lucro. Para obtermos bons ganhos temos que ter clientes. Qual é a empresa que, não apostando na sua imagem, sabendo nós que a imagem é uma das formas de comunicar mais eficaz, poderá ter um futuro promissor? Nem precisamos de falar de mercado de luxo, qualquer ser humano gosta de estar rodeado de pessoas bem apresentadas, de uma boa decoração, de um ambiente ameno, um odor agradável no ar e um atendimento eficaz, simpático e profissional. Tudo isto tem que ver com a comunicação que todos desenvolvemos sejamos nós empresas ou particulares pois cada um de nós é uma marca. Por isso se fala tanto de Personal Branding. E a Consultoria de Imagem está relacionada com o Personal Branding ou, se quiser, em português, imagem de marca.

O posicionamento actual de Portugal no mundo está a atrair cada vez mais estrangeiros, seja para turismo ou investimentos. Como pode o mercado da consultoria de imagem tirar proveito disso?
Portugal é um país de luxo pela quantidade de atractivos que reúne, desde o clima, à gastronomia, pasando pelo talento e pela simpatia do seu povo. Geralmente os clientes estrangeiros têm um poder económico elevado, gostos subtis e alguns até exigências refinadas.
Na Consultoria de Imagem podemos dividir os clientes estrangeiros em 4 perfis: Os que dado a nosso posicionamento geográfico vêm do seu país de origem (por exemplo norte e centro da Europa ou Ásia) e decidem fazer um personal shopping para um evento nos Estados Unidos, por exemplo. Os que vêm em turismo e querem adquirir peças de designers nacionais para levar um pouco da nossa cultura para o seu país e optam por um Personal Shopping. Ainda relacionado com o turismo temos os que vêm a Portugal com um objetivo específico, por exemplo, vêm casar a Portugal, têm pouco tempo disponível e precisam de adquirir um vestido de noiva. Os que visitam pontualmente o país e têm casa cá (comprada ou alugada) e frequentam eventos e precisam sempre de aconselhamento de última hora para se vestirem a preceito nos eventos que frequentam.

Existem ainda os que decidiram vir viver definitivamente para Portugal.
Para estes, Portugal é um novo mundo devido ao clima e às tradições, entre outros. Querem socializar, fazer amigos, casar… e precisam estar no seu melhor, bem apresentados para uma integração mais rápida e eficaz. Como vêm morar para um novo país apostam na sua imagem como marca pessoal, o tal personal branding, para entrarem no mercado de trabalho ou porque estão em Portugal para assumirem uma posição de destaque, de chefia e um dos factores com o qual se debatem é o facto de o clima ser diferente do que tinham nos seus países.

Neste caso especifico o papel de um Consultor de Imagem é fundamental, portanto.
Nesse caso o Consultor de Imagem vai fornecer as informações necessárias para que o cliente se sinta bem. A moda, o turismo e o imobiliário são áreas de negócio com uma enorme importância na economia de todos os países. A Consultoria de Imagem e o Personal Shopping ajudam os clientes a sentirem-se mais felizes e mais enquadrados no contexto que ambicionam integrar.

Pin It

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *