Investir em São Tomé e Príncipe. Vale a pena?

by • • • Comments (0)

Escrevo este artigo em São Tomé e Príncipe, enquanto decorre a visita de Estado do Presidente da República Portuguesa a este país, a primeira que se realiza em 18 anos.
E a primeira nota, por isso, vai para afirmar que, sem sombra para dúvidas, e apesar de não ter obtido qualquer confirmação do próprio, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa se sente em casa.
E digo-o, porque é assim que qualquer um de nós se sente quando chega a São Tomé e Príncipe: em casa.
A chegar a um local que reconhecemos, sem nunca cá termos vindo antes.
A conviver com pessoas que, quando partimos alguns dias depois, já podemos tratar por amigo(a).
A falar a nossa língua comum que torna una as nossas pátrias.
E tudo isto reveste uma enorme importância quando falamos em investir ou arrancar com um projeto seja de caráter económico ou puramente social em São Tomé e Príncipe.
Fazendo parte de uma equipa que integra um grupo internacional de empresas que inicia agora um projeto de relevância estruturante para o País – elaboração do Plano Nacional de Ordenamento do Território que inclui ainda o levantamento cartográfico de São Tomé e Príncipe e a revisão / elaboração dos principais instrumentos legislativos associados ao ordenamento e planeamento do território – é fácil compreender como o nosso passado comum, a língua portuguesa e a ligação afetiva que une os nossos dois países,  são fatores com enorme relevância para levar a bom porto a empreitada que assumimos.
Quando falo em investimento em São Tomé e Príncipe ouço muitas vezes: “Mas é um mercado muito pequeno!”
Tenho uma notícia para vos dar: Portugal também.
Sugiro por isso que peguem num atlas ou, mais modernamente, vão ao Google Maps e olhem bem para a localização geográfica de São Tomé e Príncipe.
Adicionem à localização privilegiada no Golfo da Guiné, a paz social e a estabilidade democrática de que goza o país, a juventude da população, e verão como a atratividade de São Tomé e Príncipe cresce exponencialmente.
Diz a letra da música de Rui Veloso cantada por artistas santomenses durante o jantar em honra do Presidente Português oferecido pelo Presidente de São Tomé  “é mais forte o que nos une que aquilo que nos separa”
E de São Tomé só nos separa mesmo a distância.

Maria da Conceição Cabaça
Advogada
Sócia PLMJ

Pin It

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *